Últimas resenhas

literatura category image resenhas category image

Resenha: O Sobrinho Do Mago

8 julho 2019

Boa noite tripulantes, como vocês estão?

Estão todos ansiosos para vivenciar as maravilhas que Nárnia tem a nos oferecer?

O mundo mágico nos espera! O Coelho te aguarda para embarcar nessa viagem.

Título: O Sobrinho do Mago

Autor: C. S. Lewis

Sinopse:

 

A aventura começa quando Digory e Polly vão parar no gabinete secreto do excêntrico tio André. Ludibriada por ele, Polly toca o anel mágico e desaparece. Digory, aterrorizado, decide partir imediatamente em busca da amiga no Outro Mundo. Lá ele encontra Polly e, juntos, ouvem Aslam cantar sua canção ao criar o mundo encantado de Nárnia, repleto de sol, árvores, flores, relva e animais.

A primeira aventura de #OCoelhoEmNárnia acontecerá na história, que segundo a preferência do autor C. S. Lewis, deveria ser a primeira das sete crônicas que iriam compor o que conhecemos pelas “Crônicas de Nárnia”.

Vamos a nossa primeira viagem!

Em uma bela manhã, enquanto brincava no quintal de sua casa, Polly avistou um garoto por cima do muro vizinho. Curiosa, ela se aproximou e começou a conversar com ele. Após alguns minutos de conversa, Polly e o garoto Digory já haviam se tornado grandes amigos.

Ao descobrirem juntos um túnel que os levava por entre as casas vizinhas, os amigos começam a se aventurar e buscar novos lugares para explorar, e apesar dos riscos que suas explorações apresentavam eles possuíam um lema: “Se você topa, eu também topo”.

O que eles não imaginavam é que em uma de suas peripécias, eles iriam cair no quarto proibido do tio de Digory, e que uma aventura inimaginável estaria prestes a acontecer.

“Quando as coisa vão mal, parece que vão de mal a pior durante certo tempo; mas quando começam a ir bem, parecem cada vez melhores.”

Em “O Sobrinho do Mago” vivenciamos uma amizade linda entre duas crianças, onde posso destacar meu amor pelo menino Digory, que durante toda a história age com bravura e caráter.

Apesar de ser considerado um livro infantil devido a leveza nas palavras do autor e a capacidade da história de nos transportar por terras inimagináveis, eu A-M-E-I cada detalhe, e acho que todos amantes de fantasia precisam ter esse livro na estante.

Desde que vi o filme “ O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” eu quis conhecer mais desse universo criado por C. S. Lewis, e admito que foi uma emoção tremenda ler essa primeiro crônica, em ordem cronológica, dos acontecimentos que levaram a Nárnia. Digo em ordem cronológica pois apesar de ser o primeiro livro da sequência, o que conta a criação da Terra Mágica de Nárnia, essa foi a sexta história publicada pelo autor.

Aqueles que, assim como eu, conheceram as Crônicas de Nárnia através do filme e ficaram maravilhados com todos os segredos e toda a magia presente naquele lugar serão capazes de vislumbrar o “nascimento” de artefatos que compõem o filme e que nós não entendiamos como estavam ali, ou o porque de levarem até aquele mundo *Alerta de Spoiler*, como é o caso do guarda-roupa.

“Nárnia, Nárnia, desperte! Ame! Pense! Fale! Que as árvores caminhem! Que os animais falem! Que as águas sejam divinas!”

Espero que minha paixão pela história perdure para as próximas seis crônicas que nos aguardam ao longo do mês.
Fiquem atentos as novidades.

Beijos, e até a próxima viagem.

2 Comentários