Últimas resenhas

literatura category image resenhas category image

Resenha: Império de tempestades

17 maio 2019

Olá tripulantes! A semana foi longa e a cada dia nos aproximamos mais do desfecho épico dessa série fantástica da rainha Sarah J. Maas.

Hoje trago a vocês, na #SemanaTronoDeVidro, a resenha completa de Império de Tempestades, que infelizmente no Brasil foi dividido em dois tomos (e até agora eu sigo sem saber o porquê de tamanha burrada), mas eu terminantemente me recuso a tratá-lo como dois porque não são! Queria que a Aelin colocasse fogo neles por terem feito tal absurdo, rs.

Mas enfim, a cada livro a série se mostra mais complexa e intensa e posso dizer com toda a certeza de que este volume é o meu favorito dela até agora!. Acompanhem a resenha abaixo para entender os motivos! 🙂

Título: Império de tempestades (#05)
Autora: Sarah J. Maas

Sinopse:
A história de Aelin Galathynius, sempre repleta de ação e intrigas, continua nesta segunda parte do quinto livro da série, Império de tempestades.
Aelin Galathyius sobreviveu a prisão, à perda de amigos e amores, às traições. Agora deve vencer seu maior medo para salvar o mundo. Com a vida e poder jurados ao povo que está determinada a salvar, a antiga assassina, conhecida como Celaena Sardothien, colocará a própria segurança em risco para proteger os seus. Mais que nunca, Aelin precisa de Rowan, de Dorian e de todos os aliados para conseguir descobrir a localização da relíquia sagrada capaz de banir de seu mundo a ameaça valg e os horrores libertados em Morath. Chegou a hora de levantar os exércitos de Erilea. De cobrar velhas dívidas… É hora de marchar contra o mais supremo dos males. E confiar na pureza de seu coração para trazer a luz.

Acho que nessa altura do campeonato, é tarde demais para dizer que tomem cuidado com os spoilers dos livros anteriores, porque a esta altura é inevitável, rs. Mas tomarei cuidado para não falar mais do que devo sobre esse em específico. Então vamos lá!

Após derrotarem o rei de Adarlan, Dorian é coroado rei e tenta manter as coisas sobre controle, mesmo estando visivelmente destruído pelos horrores que passou, quando descobre que seu pai era na realidade apenas uma marionete do rei sombrio — Erawan, um antigo mal que caminha há séculos sobre aquele terra e está sediado em Morath. Determinado a varrer o continente em caos e destruição, o rei sombrio envia uma horda de bruxas, com Manon entre elas, para saquear e destruir Forte da Fenda — e acabar de vez com a vida de Dorian.

Aelin precisa alcançar Terrasen e ser aceita pelos lordes de lá, para enfim assumir seu posto como rainha e liderar sua pequena corte
contra os terrores de Morath e de sua tia Maeve, cuja sombra de maldade cresce no oriente. Trilhando seu caminho atenta aos passos dos inimigos, ela descobre o que ser a “rainha que foi prometida” significa e precisa desesperadamente forjar alianças e cobrar antigas dívidas para levantar o exército que poderá salvar Terrasen e o mundo.

“Por quanto tempo durará uma única chama contra a escuridão que se reúne?”

As trajetórias e os fantasmas de cada personagem a que fomos apresentados, com seus núcleos trabalhados impecavelmente, os levam até a jovem a rainha de alguma forma. Elide busca por Celaena e por Aelin, sem saber que são a mesma pessoa, ao lado de Lorcan que está ávido por acertas as suas próprias contas com ela.
Lysandra se mostra super importante em todos os estratagemas de Aelin — que se tornou uma estrategista nata graças aos anos vivendo como uma assassina, criando planos tão bem elaborados que surpreendem o leitor sempre que um deles se revela. Aedion, cansado dos segredos que a rainha guarda para si, tem seus momentos revoltosos e a confronta duramente.

“— Seria interessante ser incluído em apenas um de seus esquemas, Aelin.
— Mas a expressão de vocês é tão maravilhosa quando os revelo.”

O caminho trilhado por Manon é o que mais envolve e surpreende. Não tenho como dizer muito mais, a bruxa é grandiosa por si só, mas as relevações em seu núcleo abalam as estruturas e guiarão seus próximos e impensados passos ao seu destino.

“E Manon entendeu naquele momento que havia forças maiores que a obediência, e a disciplina, e a brutalidade. Entendeu que não nascera sem alma; não nascera sem coração.”

Ao mesmo tempo em que Rowan enche nossos corações com sua determinação, amor e lealdade, fazendo-nos sofrer todas as suas dores e sermos despedaçados junto com ele. Um companheiro perfeito, com um laço tão profundo e desconhecido. Ele é vital não só para a sua rainha com coração de fogo, como também é para o futuro daquele mundo.

“Tudo o que Rowan tinha a oferecer à rainha eram a força da espada, a grandeza da magia e a lealdade do coração.”

Cada capítulo é recheado de tensão e finalmente entendemos que tudo o que cada um enfrentou individualmente foi vital para culminar neste momento de aliança, ainda que frágil, e que todos tem um papel fundamental na trama. Ninguém está ali por acaso nessa artimanha criada pelos deuses.

“Uma corte que não apenas mudaria o mundo. Mas que recomeçaria o mundo.”

O volume tem suas boas doses de ação, batalhas e aventuras bem construídas e narradas com perfeição e detalhes, personagens que chegam aos seus limites, mas é mais focado nas revelações dos tantos mistérios tecidos ao longo da história num todo. É tão chocante e arrebatador quando tudo vem à tona, seu clímax é de tirar o fôlego, e os sacrifícios que serão necessários para alcançar a tão desejada paz pela qual batalham arduamente fazem nosso coração doer e se encher de temor.
A única coisa que talvez não tenha me descido em meio a tanto sucesso, foi a necessidade tola da Sarah de encontrar um par amoroso para todos os personagens, mas nem isso conseguiu tirar a nota ultra positiva deste pedaço da trama. É um verdadeiro banquete para os fãs da série!

Mal posso esperar pelo próximo volume que trará sua conclusão. ♥
Até a próxima, grande beijo!

2 Comentários

  • Então Sarah é casamenteira? kkkkkk Acho legal algumas pessoas encontrarem seu par, mas é fundamental mostrar que as pessoas podem ser felizes sozinhas, pois nem todo mundo quer ter alguém. Mas tudo bem, como percebi, a série não perdeu o encanto para você, até porque agora os mistérios começaram a ser revelados e é muito bom conhecê-los. Beijos!

  • Oi May! Que delícia saber que, depois de todos os outros livros lidos dessa série, esse é o melhor até agora! Que legal saber sobre o novo Rowan, que me chamou atenção no início por ser um personagem bastante irritante e agora o leitor sofre junto com ele, imagino que pela personalidade que ele tem agora. Por fim, não posso deixar de comentar que estou amando as fotos dessa semana dedicada à série! Beijos! Karla Samira