Arquivo de setembro de 2017
literatura category image resenhas category image

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas

21 setembro 2017
Olá pessoal!
Hoje estou trazendo a resenha de um livro que foi lido pelo nosso Projeto Quatro por 4 em 2016, porque estou resenhando a sequência da série, então é pertinente migrar o começo desta aventura da Sarah Destruidora de Corações J. Maas na minha vida, rs. 
Além disso, me sinto no direito e complementar a resenha, tornando-a mais “pessoal” desta vez – como eu havia citado no post do ano anterior, eu tenho muito mais a dizer e talvez ainda assim eu não expresse tudo como gostaria.
Vamos lá, então?

Título: Corte de Espinhos e Rosas

Autora: Sarah J. Maas
Sinopse:

Depois de anos sendo escravizados pelos feéricos, os humanos enfim se rebelaram; mas a liberdade tem seu preço e, em meio a batalhas épicas, um Tratado é forjado para selar a paz e determinar os espólios de guerra. Uma muralha mágica então separa as espécies. Do lado feérico, mistério; do humano, apenas medo, desconfiança e dificuldade.
Num mundo sem futuro ou esperança, Feyre, filha caçula de um mercador humano falido, se torna caçadora para sustentar a sua família. Dura como as flechas que carrega, letal como sua pontaria, ela abandona as fantasias de garota pela árdua vida nas florestas ao redor de sua aldeia. Sua única alegria é observar as cores e sonhar em capturá-las. Mas, na floresta coberta de neve, tudo é branco e árido; como o ódio pelos feéricos que carrega no coração; como as telas que não pode comprar ou colorir. Até que um enorme lobo cruza seu caminho… Sem hesitar, Feyre dispara… uma flecha. Um ato de rebelião.
Após matar o lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para além do muro, para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia por meio de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, Grão-Senhor da Corte Primaveril. Um feérico com um segredo, escondido sob uma máscara.
À medida que ela aprende mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade a uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas, e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Em Corte de Espinhos e Rosas, conhecemos a história de Feyre, uma humana que, após matar um feérico, é feita de prisioneira por Tamlin, Grão-Senhor de uma Corte Feérica, e tem que pagar com a própria vida pela que tirou.

“Minha vida agora pertencia ao Tratado, mas… talvez eu tivesse sido libertada de outra forma.”

A autora cria várias jogadas e situações em que você é levado a pensar de uma maneira e depois surgem grandes e surpreendentes revelações que te fazem querer devorar ainda mais a trama. Quando você acha que entendeu o que está acontecendo, ela vem e “haha, te peguei” rsrs. E ela não faz só isso com a personagem, ela faz com a gente que está lendo também e da mesma forma… nós descobrimos todos os segredos juntamente com a personagem. Além disso, ela retrata muitíssimo bem os ambientes em que tudo ocorre, levando o leitor a realmente imaginar tudo aquilo com perfeição.

É uma história que você não consegue parar de ler até acabar, completamente envolvente, além de ter uma leitura gostosa e fluída. A narração em primeira pessoa colabora com este envolvimento com a leitura, apesar de nos deixar restritos à visão de Feyre.
Por diversas vezes me peguei pensando “Será que é isso mesmo? Não é possível”, pois ela retrata sutilmente um amor que nasce entre uma prisioneira e seu captor, chegando a lembrar levemente da trama de A Bela e Fera, mas indo muito além disso. Mostrando o que as pessoas são capazes de fazer por amor e também para alcançar seus objetivos.
Saindo somente de um romance para uma grande aventura por seu universo, com um grande desafio a ser vencido – por ela e pelo povo – contra Amarantha, que subjugava o povo feérico há décadas.
Porém, o romance entre Feyre e Tamlin não me convenceu muito, pela personalidade de Tamlin, e por diversas vezes acreditei que ela combinasse mais até mesmo com o Lucien – braço direito do Grão-Senhor.
Os personagens são extremamente cativantes e a história te envolve de uma forma incrível demais! Me apaixonei pelos personagens e em especial pelo Rhysand e pelo Lucien, que são completamente diferentes e imperfeitos, mas marcantes – cada um a seu modo. 
Sem contar a Feyre, que me surpreendeu com sua garra e determinação ao lutar por seu amor, mesmo quando ela parecia não ter mais chances, mesmo quando suas falhas a prejudicavam muito. 

“Eu jamais diria aquilo; nunca deixaria que ela ouvisse aquilo, mesmo que me matasse. E se aquela seria a minha ruína, que fosse. Se aquela seria a fraqueza que me destruiria, eu a acolheria com todo o coração.”

Finalizo dizendo que é um livro que vale MUITO a pena ler, pois ele é fantástico do tema à obra em si!
Nota:


O post original desta resenha foi feito em 02/02/2016 e contém todas as visões e resenhas dos demais blogs participantes do projeto. Você pode conferi-lo clicando aqui.

Boa leitura!
Beijos.
quatro-por-4 category image z category image

Quatro por 4: Simplesmente Acontece

10 setembro 2017
Oi gente, tudo bem? Por aqui tudo lindo, curtindo o fim desse feriadão!
E como dica do projeto desse mês, apresentamos a resenha de Simplesmente Acontece, que é um amorzinho de livro.
Vamos conferir?

Título: Simplesmente acontece

Autora: Cecelia Ahern
Tema central: Romance

Sinopse:
O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas?
Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos.
Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

Análise da Camila, do blog A Bookaholic Girl:

Simplesmente acontece foi uma leitura que não me surpreendeu muito pelo fato de eu já ter visto o filme, e ter as imagens de Lily Collins e Sam Clafin em mente. Fui me deliciando e me irritando a cada página. Confesso que no começo foi um pouco estranho me habituar a uma história sendo contada por cartas, bilhetes, e-mails etc, mas depois que se acostuma a leitura flui, embora as mais de 400 páginas. O desenvolvimento do livro sem uma datação marcada sendo interessante por um lado, também foi um pouco difícil por outro para situar no tempo os acontecimentos. Ainda assim a autora consegue manter a atenção e criar vários momentos emocionantes e engraçados, indo mais além que o filme (como de costume). E talvez seja por isso que eu fiquei tão intrigada com o final, eu terminei a leitura e fiquei pensando: “Como assim???”, não que não tenha sido um final plausível, mas chega a ser muito intrigante, na verdade até mesmo irritante. Outra consideração que merece atenção é à tradução não literal a “Where rainbows end” que não faz sentido nenhum. Apesar disso, como leitora amante das obras de Cecelia Ahern recomendo a história de Rosie e Alex para que vocês tenham tirem suas próprias conclusões 😉

Análise da Bia, do blog Books and Birds:

A amizade de Rosie e Alex é forte e deste sentimento há um ainda mais que se manifesta a cada novo ano, mesmo com a distância. Os amigos, familiares e pessoas ao redor sabem que eles devem ficar juntos, contudo, falta apenas eles próprios perceberem isso! Diante de acontecimentos inesperados, casamentos, filhos, cartas perdidas e e-mails, caberá apenas ao casal de amigos decidir se vale ou não a pena arriscar a amizade por este novo sentimento.
Que livro foi esse???!!! Eu gostei e não gostei ao mesmo tempo, calma, vou explicar, haha! A escrita da autora é muito envolvente, adorei o fato da história englobar além do drama, um belo romance e pitadas de humor, contudo, não posso deixar de mencionar que a todo momento o leitor fica com aquela grande expectativa acerca do clímax e o mesmo somente ocorre nas últimas páginas! Sim, eu fiquei impaciente, inconformada e decepcionada com este fato, pois os personagens não demoraram apenas alguns anos para enfim tomarem uma atitude, mas sim décadas!  😲😲😲
Adoraria ler uma continuação que abordasse mais sobre o futuro de Rosie, Alex e seus respectivos filhos.

Análise da Geo, do blog Inícios Marcantes:

“Que timming horrível!” Foi o que eu pensei (ou gritei?) assim que finalizei a leitura, não consegui evitar! hihi Mas apesar da minha revolta ao longo da narrativa, amei o livro! O modo como a autora vai nos apresentando a história, através de cartas e e-mails deu um tom super diferente e divertido ao livro. A evolução da escrita dos personagens (de acordo com que iam crescendo) foi um marcador de tempo interessante, e me deixava sempre empolgada para ler cada vez mais. Fiquei com medo da história não me agradar, pois, estava com as expectativas lá no alto, mas no fim amei cada pedacinho. ❤

Você merece alguém que a ame a cada batida de seu coração, alguém que pense a seu respeito a cada instante, alguém que passe cada minuto do dia apenas se perguntando o que você está fazendo, onde está, com quem está e se está bem.

E a minha análise:

Olha, tenho que dizer que Rosie e Alex tem o pior timming do mundo! Quem já assistiu ao filme? Eu já, umas cinco vezes, e a angústia por esse timming ruim é sempre a mesma.
Esse livro conta a história de Rosie e Alex, que se conhecem desde os cinco anos, e desde então são melhores amigos um do outro. A conexão é gigante, o significado de amizade entre eles transcende, mesmo que em determinados momentos estivessem brigados ou um pouco distantes.
A narrativa é toda através de cartas, mensagens e e-mails que apesar de ficar maçante em diálogos mais longos, permite que os demais personagens exponham seus pontos de vista e a interação entre eles, como Alex e seu irmão Phil, por exemplo.
Apesar das surpresas que a vida reservou para Rosie e Alex, nesse livro só tem amor. Amor de amigo, amor romântico, amor de família. Em todos os momentos, transborda. Cada personagem é intenso, marcante e importante nessa história.
Para Rosie e Alex era tudo tão simples e ao mesmo tempo tão complicado. A amizade um pelo outro se encaixava perfeitamente, mas os sentimentos que surgiram (que na verdade estavam lá desde sempre) demoram para serem percebidos.
Se você gosta de romance e reviravoltas, Rosie e Alex são para você. O destino não gosta apenas de se divertir, ele ainda tira sarro! Em muitos momentos pensei: agora vai! Só que não. 

O que acharam das nossas resenhas? Ficou interessado em Rosie e Alex também? Nos conte o que achou!
A próxima leitura foi sugerida pela Carla aqui do blog, que é:

Título: Garota exemplar
Autora: Gillian Fynn
Editora: Intrínseca
Ano: 2013

Edição: 1
Número de páginas: 448
Tema central: Suspense

Vamos ler juntos?