Arquivo de 23 de novembro de 2016
sem-categoria category image

#SemanaCaçadoraBlogs: Apresentação da autora e obras [Dia 01]

23 novembro 2016

Oi pessoal!

É sempre um prazer enorme quando fazemos uma Semana Especial, afinal é bom demais falar de autores que amamos e admiramos, mais perfeito ainda é falar de suas histórias que tanto nos emocionam, modificam (sempre para melhor, claro) e que serão para sempre inesquecíveis em nossos corações.
Com Raiza Varella é assim. Ela tem o dom de nos fazer rir, chorar, emocionar, destruir nossos corações, pegar os pedacinhos dele e tentar reconstruir… Tudo isso em um virar de páginas.
Eu particularmente não a conhecia até então, mas estou adorando a oportunidade de poder conhecer o seu trabalho e também de apresentá-lo.


Suas histórias são cheias de emoções, sensações, diversos sentimentos que parecem uma verdadeira avalanche dentro de nós.
Quem não gosta de histórias assim? Se você é do time dos que gostam, você precisa conhecer as obras da Raiza, sem exceção, mas nesta semana trataremos de uma história em especial: Caçadora de Estrelas. Uma das histórias que mais emocionou os leitores e ensinou muitas coisas aos que a leram. 
Então um pequeno aviso para você leitor: Se estiver pronto para chorar e ter o seu coração partido em mil pedaços em formato de estrelas, embarque nessa viagem junto comigo, e se não estiver embarque mesmo assim, a autora promete uma consulta com a melhor psicóloga que já existiu, com a querida Eva Donatella Marinho, a personagem de Caçadora de Estrelas. Eu comecei a ler o livro hoje e estou amando!

Agora, eu quero contar para vocês um pouco mais sobre a Raiza e suas obras:

Raiza Varella nasceu em São Paulo, capital. É apaixonada por livros e animais quase tanto quanto é apaixonada por Supernatural, Dr. House e fast-food, quase! Tem preferência por finais felizes e ainda teima em acreditar em abóboras e fadas madrinhas, tanto que decidiu escrever seus próprios contos de fadas. O Garoto dos Olhos Azuis, seu romance de estreia, provou que ela tem a fórmula perfeita para mesclar comédia e romance no ponto certo para agradar do começo ao fim. Formada em Direito e fissurada por amores impossíveis, mora na cidade natal com o marido e o filho, um cão e uma gata dotados de personalidades próprias e muita criatividade para o mal.

Skoob da autora  
Autora no Facebook
Grupo dos leitores no Facebook

Os leitores que já conhecem a Raiza são unânimes, como bem dito na biografia da autora ela é “perfeita para mesclar comédia e romance no ponto certo para agradar do começo ao fim”, só faltou dizer aí a parte da emoção, emoção essa que sempre leva um pedaço do nosso coração embora e nunca mais recuperamos. Seus personagens são cativantes e é impossível não se apaixonar por todos eles, mesmo quando queremos odiar alguns.

A Trilogia Encantados arrebentou de sucesso na Bienal, os leitores que já conheciam não perderam a oportunidade de abraçar a autora e os que ainda não conheciam, se encantaram com obra e autora (com o perdão do trocadilho rs).
Os dois primeiros livros já foram lançados, o livro 3, O Garoto Que Eu Abandonei tem previsão para início do ano que vem, então aproveitem. É uma trilogia mas vocês podem ler de forma independente, não são continuação entre si, mas o legal é começar pelo O Garoto dos Olhos Azuis, pois em O Garoto Que Tinha Asas temos de volta também os personagens do primeiro livro, afinal essa família não poderia nos abandonar.
Enquanto Seus Pés Não Tocarem o Chão por enquanto está disponível no WattPad, e se vocês amam um romance mesclado com todos os ingredientes da Raiza, mais o adicional do mistério vão amar essa história, mas preparem os lencinhos.
O Último Adeus é um conto disponível na Amazon e fará vocês conhecerem um pouquinho da escrita maravilhosa da Raiza.
E, claro, finalmente a história que é o motivo de nossa Semana Especial:

Caçadora de Estrelas.

Mas, como hoje é só a apresentação da autora e das outras obras, vocês terão só um “tira-gosto” rsrs.

Então por hoje é isso pessoal. Fiquem ligadinhos que amanhã vocês já poderão conhecer um pouco mais sobre o livro e acompanhem todo o especial, afinal tem muita coisa linda vindo por aí.
Beijos!
literatura category image resenhas category image

Resenha: Cemitérios de Dragões

23 novembro 2016

Título: Cemitérios de Dragões – Legado Ranger I
Autor: Raphael Draccon
Sinopse:

Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão. Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda.Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas. Um hacker brasileiro descendente de orientais. Um dublê francês mestre em Parkour. Cinco realidades distintas.
Um fenômeno desconhecido faz cinco pessoas, sem qualquer conexão e espalhadas pelo planeta Terra, acordarem em diferentes regiões de uma realidade devastada por um império de reptilianos e assolada pela escravidão. Os cinco iniciam uma jornada em busca de respostas para sobreviverem no centro de uma guerra envolvendo criaturas fantásticas e demônios dispostos a invocar perigosos seres abissais para servirem a seus propósitos.
Porém uma entidade pretende conectar o destino dos cinco humanos e armá-los com uma tecnologia construída à base de metal-vivo, magia e sangue de dragões. Uma tecnologia jamais vista naquela ou em qualquer outra dimensão, capaz de gerar heróis de metal.
Batalhas empolgantes, romance e magia. Esse é o universo épico de Cemitérios de Dragões, inspirado em uma visão adulta e sombria das antigas séries Tokusatsu, como Jaspion, Changeman, Flashman, Ultraman e tantas outras, que marcaram a infância de toda uma geração.

Olá, pessoal! Tudo bem?
Essa é minha primeira resenha aqui, então peço compreensão, pois ainda estou aprendendo ~ rs ~ espero que gostem!
Cinco pessoas de cinco pontos diferentes do planeta são jogadas num mundo estranho cheio de monstros reptilianos, sem saber como nem por quê. À procura de respostas, iniciam suas jornadas, até que suas histórias se cruzam.
“Cemitérios de dragões” foi o primeiro livro de Draccon que li, porém já havia recebido várias recomendações, e estava curiosa para saber o que este autor tinha de especial. E fiquei impressionada, principalmente por não ter o costume de ler livros nacionais.
Raphael tem uma escrita rápida, sem rodeios, demorando-se apenas no que interessa para o entendimento da história; impedindo, assim, que a leitura se torne massante. Mas em alguns momentos, o autor abusou de detalhes, o que fez com que me perdesse um pouco em determinados pontos.
Cada capítulo do livro apresenta o ponto de vista de um dos 5 personagens, permitindo que se tenha um entendimento mais amplo da história. Com inúmeras referências à cultura geek, somos transportados para um mundo nostálgico, com personagens muito bem construídos, que vão cativando ao longo da trama, com suas histórias de superação e aprendizado. Principalmente Daniel e Romain, que trazem um toque de humor a um ambiente tenso e se mostram muito mais capazes no decorrer do livro.
Não encontrei nenhum erro de português que impedisse a leitura e os capítulos curtos a tornam mais dinâmica.

Nota:

literatura category image resenhas category image

Resenha: A Seleção

23 novembro 2016

Título: A Seleção
Autora: Kiera Cass
Sinopse:

Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.
Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. 

Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma…

Olá pessoal, tudo bem?

Estou aqui hoje trazendo a minha primeira resenha neste novo blog, porém não se trata de um livro novo. Escolhi este livro porque a história dele me agrada bastante e ele aborda um assunto bacana sobre mudanças. que é basicamente o que estamos vivendo neste momento de transição do blog, rs.

Vamos lá conhecer/relembrar sua história, então?

A história distópica se passa nos Estados Unidos pós terceira e quarta guerra mundial, onde por conta de uma dívida com a China acaba sendo tomado por ela e toda a sua população é dividida por castas, sendo separados por riquesas e habilidades, numeradas de 1 a 8. E foca na vida de America, uma garota da casta 5 – casta de pessoas ligadas a arte -. Ela namora secretamente Aspen, um garoto de uma casta inferior, que é o impeditivo para a relação, e vê sua vida mudar de cabeça para baixo quando é obrigada por sua mãe a se candidatar na “Seleção”.

A “Seleção” é um programa que acontece, estilo reality show, que seleciona garotas de várias castas para morar no castelo da família real e competir pela mão do Príncipe em casamento. Mas America não quer ir e abandonar todos os sonhos por um casamento arranjado e quando seu nome aparece na lista de selecionadas, sua vida muda completamente.

A trama trabalha o dia a dia de America dentro do castelo e as confusões em que ela se envolve das mais variadas formas, eu diria que ela tem o dom natural de arrumar encrenca, rsrs.
Lá ela conhece Maxon, o príncipe, e descobre que ele é uma pessoa bem diferente do que ela imaginava e isso traz uma reação positiva dentro dela, mesmo não gostando de estar lá ou dele.

O que me encantou bastante na história não foi o “padrão triângulo amoroso” – que é o foco central – e sim o plano de fundo e a abordagem social, sobre os problemas de uma nação que está se reerguendo e tem um sistema que acaba menosprezando a maioria do povo.

E porque esse país é do jeito que é, por causa de todas as regras que nos faziam viver escondidos, nem pude gritar seu nome. Não pude dizer mais uma vez que o amava.

America é o tipo de mocinha que bate o pé para que as coisas possam acontecer e você se envolve com o enredo através dela, conhecendo personagens que vai amar e personagens que pode até mesmo vir a odiar. E mesmo clichê, a forma em que o romance é desenvolvido te encanta e faz você ter sua própria torcida para a sequência dos eventos, rsrs.
#TeamMaxon  #TeamAspen

Nota: 

E aí, se interessou pela história ou já a leu? Não deixe de comentar e partilhar conosco sua opinião!

Beijos!